Home / Notícias / Presidente da AEAA-C- Eng. Nilton de Oliveira e Silva, no 3º Encontro de Líderes no CONFEA-CREA e MÚTUA Em Brasília

Presidente da AEAA-C- Eng. Nilton de Oliveira e Silva, no 3º Encontro de Líderes no CONFEA-CREA e MÚTUA Em Brasília

O Presidente da AEAA-C- Eng. Nilton de Oliveira e Silva, no 3º Encontro de Líderes no CONFEA-CREA e MÚTUA Em Brasília.

O presidente do CONFEA Eng. JOSE TADEU DA SILVA, realizou um dos maiores  encontro dos últimos anos de Lideres Representantes do Sistema CONFEA-CREA e Mútua e contou com 651 lideres, em Brasília no Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada.

03

As prioridades das coordenadorias nacionais de câmaras especializadas dos Creas e da Coordenadoria Nacional das Comissões de Ética para o ano de 2014 foram definidas ao final do 3º Encontro de Líderes Representantes do Sistema Confea/Crea e Mútua, realizado em Brasília, nesta semana.

Da melhoria da qualidade do ensino e da definição de uma agenda parlamentar da Agronomia a propostas de alterações de resoluções, encaminhadas por quase todas as coordenadorias, passando ainda pelo aprimoramento da fiscalização e por medidas de incremento às Anotações de Responsabilidade Técnica, cerca de 90 propostas foram definidas com ampla participação das lideranças profissionais do Sistema.

02

No final tarde da quarta-feira (26/2), a mesa de honra da solenidade de encerramento do Encontro foi presidida pelo presidente do Confea, José Tadeu da Silva. Ela contou ainda com o diretor-presidente da Mútua, Cláudio Calheiros, os coordenadores das dez Câmaras Especializadas, as conselheiras federais Darlene Leitão da Silva e Ana Constantina Sarmento, e Saulo Pereira, do Crea Jr/Jovem.  José Tadeu agradeceu a presença das 651 lideranças no ”maior encontro dos últimos anos”.  Para ele, “isso se deve à disposição de Creas, da Mútua e das Entidades Nacionais em traçar os melhores rumos para o Sistema Confea/Crea”, com público efetivo 30% superior à previsão inicial de 500 participantes.

Destacando a importância de acompanhar de perto as dezenas de Projetos de Lei de interesse da área tecnológica, o presidente do Confea anunciou a entrega às lideranças de um compilado de Projetos de Lei que tramitam no Congresso Nacional. Entre eles, o PL 13, de 2013, que caracteriza as atividades da engenharia e da agronomia como típicas de Estado. José Tadeu também informou a audiência, mantida na manhã de 26 de fevereiro, com o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, para entregar o texto final relativo à representação do Plenário do Confea segundo o modelo federativo, aprovado durante o 8º Congresso Nacional de Profissionais.

Novos coordenadores se manifestam

Durante a solenidade, coordenadores titulares e adjuntos das Câmaras Especializadas se manifestaram falando das principais questões de cada área de atuação profissional.

Pela Agrimensura, William Bittencourt, (Crea-AC), coordenador-adjunto, afirmou que “o manual de fiscalização continuará sendo trabalhado  como   uma das atividades principais visando uniformizar os procedimentos em todos os Creas”.Coordenador-adjunto da Câmara de Engenharia Industrial, Ronaldo dos Santos (Crea-PI), informou o plano de trabalho do grupo e vai “procurar atender as expectativas, inclusive com a solução da participação dos técnicos no Sistema”.

Já o coordenador de Química, Carlos Anjos (Crea-SP), se mostrou preocupado com as questões que envolvem  Creas e os Conselhos Regionais de Química”.

Nelson Burille, (Crea-RS), coordenador da Câmara Especializada de  Segurança do Trabalho, agradeceu a condução ao cargo e, além da definição de um programa de trabalho e do  calendário reuniões, disse que os membros da coordenadoria pretendem intensificar a  fiscalização por meio das parcerias com órgãos como o Ministério Trabalho, Corpo de Bombeiros e  Defesa Civil, visando dar segurança ao cidadão comum”.

01Gilberto Ferreti (Crea-SC), coordenador de Engenharia Florestal, agradeceu o presidente José Tadeu, “que não mediu esforços para criar a nossa Câmara” e anunciou que o grupo definiu 15 propostas a serem concretizadas ainda este ano. “Entre elas, intensificar a fiscalização”.

Por sua vez, Rosicler Vanti (Crea-SC), coordenadora das Comissões de Ética dos Creas, garantiu “o desenvolvimento de ações para fortalecer a conduta ética entre os profissionais e padronizar ações das comissões regionais,  priorizando  um trabalho em harmonia, com o apoio do Confea”.

Saulo Pereira, coordenador do Crea Jovem, reforçou o “fortalecimento das entidades de classe”. Para ele, uma das formas de aproximar os jovens do Sistema é estimular “que os acadêmicos participem das reuniões das entidades que são a base do Sistema”. Saulo também pediu apoio para agilizar o trâmite do Projeto de Lei 741, que regulamenta o Crea JR/Jovem.

Feita a lição de casa

Falando pela Comissão de Controle e Sustentabilidade do Sistema, a conselheira federal Ana Constantina Sarmento disse que o ano será de muito trabalho: “Teremos demandas para tratar e elas serão traduzidas em ações. Todas as propostas vindas das Câmaras serão observadas com olhar diferenciado para entender e atender solicitações das bases”.

Darlene Leitão e Silva, coordenadora da Comissão de Ética e Exercício Profissional, tratou da “satisfação de participar de um momento ímpar, quando se comemora os 80 anos Sistema Confea/Crea”. Para ela, no exercício de 2014 “a meta é buscar resultados, mesmo pequenos, já será positivo”.

Gumercindo Ferreira da Silva, coordenador do Colégio de Entidades Nacionais, agradeceu a recondução ao cargo e disse que, entre as linhas de ação para 2014, está “o planejamento estratégico, a revisão de Resoluções do Sistema, e o desenvolvimento de parcerias que levem os profissionais a participar da definição de políticas públicas para o país”. Gumercindo também chamou atenção para o debate sobre o Marco Regulatório da Mineração.
Cláudio Calheiros, diretor-presidente da Mútua, caixa de Assistência dos Profissionais dos Creas, também se dirigiu aos participantes da solenidade de encerramento do 3º Encontro de Líderes Representantes: “Mais uma vez o Sistema mostra seu poder de mobilização. A Mútua elegeu coordenadores das cinco regiões e discutiu a implantação do programa de qualidade ISO 9001”.

Telamon Firmino Neto, Crea-AM e coordenador do Colégio de Presidentes, falou da elaboração de 21 propostas a serem cumpridas este ano. Para ele, uma das mais significativas “é a moção de apoio ao Crea JR/Jovem pela legitimidade do fórum no Sistema Confea/Crea. No futuro eles ocuparão nossas mesas de honra, renovando as lideranças”, afirmou.

Flávio Correia de Sousa, presidente do Crea-DF e anfitrião do evento, disse que “2014 será um ano difícil, mas que a união facilitará boa parte da caminhada”. Flavio destacou o processo democrático que marca as discussões dentro do Sistema Confea/Crea. “Essa atitude visa ao interesse comum”, celebrou.

Ao encerrar a solenidade, José Tadeu da Silva agradeceu e disse contar com o apoio de todos, citando cada um dos componentes da mesa de honra. “Este presidente e o Confea contam muito com cada um de vocês, coordenadores, conselheiros e presidentes de Creas. Todos são importantes”.
José Tadeu disse que, durante três dias, “foi feita a lição de casa”, demos o pontapé inicial. Conseguimos fazer o essencial, reunir e eleger as coordenadorias, definir a programação e o planejamento de cada coordenadoria”.

:: Confira as Fotos do Evento